terça-feira, 2 de novembro de 2010

Poeminha sensual: Arrepio quente

as mãos quentes tocam
lentamente
as frias coxas
elas se arrepiam
e a moça
suspira

4 comentários:

  1. E existe maneira de desvencilhar a respiração do tato? ;)

    ResponderExcluir
  2. Bonita reflexão, Kawen! ;D

    Beijos!
    Ana

    ResponderExcluir
  3. Os sentidos têm letra e melodia
    e o suspiro se faz canção!

    Lindo, Ana!

    Beijos,

    Moni

    ResponderExcluir
  4. Concordo, Moni! Sempre muito sonoros se apaixonados. :D
    Obrigada, flor!

    Beijos!
    Ana

    ResponderExcluir