quinta-feira, 31 de março de 2011

Carta a ti: que quero escrever

Joinville, 29 de março de 2011.

   Há alguns dias queria lhe escrever, ainda não sei bem o que, mas a vontade foi crescendo e quando o título me apareceu precisei ceder. Li estes dias sobre a sinfonia dos dedos no teclado, eu gosto, gosta você? Não escrevo mais tanto no papel por isso talvez, embora seja mais provável que seja preguiça. Confesso que nunca gostei de usar borracha e o virtual facilita as mudanças. Se essa carta ficar sem pé ou cabeça, tente entender, você apareceu e também mudou muito do que eu achava coerente. Não sabe o quanto isso foi bom. Junto deste bom, falando em escrever, ganhei um lindo incentivo para não parar de escrever (isto é, à mão), amanhã mesmo (juro que não no subjetivo) quero começá-lo. Ah, anseio pela primeira letra. Mas, temo. A primeira página de um caderno sempre me exige muita dedicação e nenhum erro. Por sorte tenho aprendido sobre confiança. E admiro.
   Tenho admirado muito, feito criança. Aqueles elementos – clichês – românticos da natureza, os esportes, os choros, as mensagens e acima de tudo meu sorriso ao amanhecer. Podia esconder, e não encontro motivo. Seja com lembranças do adorável dia anterior ou com a saudade ansiosa por ser morta, você tem me feito sorrir muito. Quando escrevo “sorrir”, lembro seu tímido – e lindo – sorriso, sorrio mais, lembro mais, desejo mais. É normal, acontece com todo mundo, e só parece fazer mesmo bem quando há reciprocidade. Vejo em você. E adoro. 

Com saudade, sua Ana.

4 comentários:

  1. oi, ana

    adorei essa tua carta!
    e a leitura veio em boa hora. ando lendo/escrevendo cartas ultimamente. e falando nelas tbem. uma amiga, com quem papeio muito, ontem disse> "Esse assunto "cartas" está na sua cabeça, né?" rs

    escrever à mão é um desafio nesses dias virtuais. um desafio positivo, penso.
    bem, vou ser se roubo um pouco da inspiração pra mim, e escrevo uma tbém.

    até, bjo!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Eduardo!
    Que bom, obrigada! O destinatário também. :$
    Carta é mesmo um tema interessantíssimo, o projeto "Carta a" é meu jeito de expressar um pouco dessa complexidade.

    Espero que lhe inspire então! Boa sorte!
    Beijos, beijos!
    Ana

    ResponderExcluir
  3. ficou muito boa mesmo! gostei do ritmo.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Íta! ;)

    Beijos, beijos!
    Ana

    ResponderExcluir