terça-feira, 26 de maio de 2009

Faltam 17 dias...

Mais uma cartinha de uma namorada apaixonada... Ou melhor...

Carta da futura namorada

Eu estava desejando um namorando tanto quanto o ar num afogamento. Eu queria alguém para estar comigo. Alguém que me ligasse, alguém para quem eu fosse importante, alguém que me contasse histórias e que ouvisse as minhas, alguém que me beijasse, alguém que me aquecesse, alguém que me protegesse, alguém que risse das minhas piadas sem graça, alguém que elogiasse minha voz desafinada, alguém que fosse comigo ao cinema, alguém que criasse programas estranhos, alguém que reparasse na minha roupa nova, alguém que me surpreendesse, alguém que me dissesse sobre o amor, alguém que me mostrasse o amor, alguém que me amasse. Foi então que encontrei você.
Você prometeu que ligaria e não ligou. Você disse que não podia sair porque tinha algo importante a fazer. Você não me contou sobre o último namoro quando perguntei e não ouviu a história do meu peixinho que morreu. Você não tentou me beijar no primeiro momento. Você me viu tremendo de frio e não me ofereceu a jaqueta. Você estava do lado quando o seu amigo tirou com a minha cara e você não disse nada. Você ouviu minha piada e disse que não tinha graça. Você disse que eu canto mal. Você não quis assistir ao filme que eu sugeri. Pedi que você escolhesse um programa e você confessou não ter ideias. Você não notou meu vestido novo. Você não me falou sobre o amor...
Mas, você me surpreendeu. Você me mostrou o amor. Você me amou. E de repente, ou devagar, já que você ficou me enrolando, eu descobri que o cara nada conquistador tinha conquistado meu coração. Então eu percebi que eu não precisava de um namorado, já que você temia a esse título. Eu percebi que eu queria alguém de verdade ao meu lado. Alguém que vai ler essa carta e não vai se emocionar, no máximo vai sorrir, vai me dar um beijo e agradecer. Alguém cheio de defeitos, alguém ocupado, alguém esquecido, alguém que vai se passar por insensível. Mas, esse alguém vai sentir amor por mim e vai despertar o meu amor por ele. Então, quando finalmente ele deixar de temer, eu vou saber o que é um namorado de verdade, enquanto, e depois disso, vamos nos amar.

Joinville, 21 de maio de 2009.

2 comentários:

  1. Querer...
    Possuir...
    Verdades não ditas, desejos sentidos!
    O amanhã te dará as respostas e, depois
    de amanhã te trará mais perguntas...
    Infinito pensamento errante, solto/preso, leve/chumbo, amargo/doce, inebriante pecado!!

    ResponderExcluir
  2. Gilberto Tavares4 de junho de 2009 13:34

    Eu nao recebo carta assim.

    ResponderExcluir